segunda-feira, 28 de julho de 2008

...


Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.


*Clarice Lispector*

3 comentários:

Enxaqueca disse...

Tia!!!

Presente pra vc no meu blog!!!

Besos, besos...

Leonardo disse...

Alma sozinha
Alma defunto
Alma soziha?
Empresto a minha...

Luciano Marques disse...

Clarice, gosto dela.