quarta-feira, 7 de novembro de 2007

...


No nosso último jantar sentamos à mesa e comemos em silêncio (o próprio) bebemos vinho e não brindamos só se brinda quando existem planos naquela noite, naquela mesa nosso último jantar era a única certeza alguém que porventura bisbilhotasse nossa janela veria talheres e copos flutuando sobre as velas no nosso último jantar sentamos à mesa e comemos transparentes alguém que por ventura bisbilhotasse nossa janela veria a comida sendo digerida dentro da gente no nosso último jantar sentamos à mesa e carcomemo-nos alguém que por ventura bisbilhotasse nossa janela nos veria por muito pouco tempo.


*Michel Melamed*

2 comentários:

Anônimo disse...

Gosto do Melamed, mas gostaria de ver mais escritos do Leonardo Sarmento, ele é instigante!!!
O seu cantinho é muito especial!!!

F. Reoli disse...

Muito bom seu canto... recebi seu convite no Multiply e te convido para conhecer um pouquinho do meu também... beijos