terça-feira, 18 de setembro de 2007

Mas há a vida


Mas há a vida
que é para ser intensamente vivida,
há o amor.
Que tem que ser vivido
até a última gota.
Sem nenhum medo.
Não mata.

*Clarice Lispector*

Um comentário:

Janice Diniz disse...

Olá, estou visitando seu blog pela primeira vez. Adorei esse texto da Clarice Linspector e também a sua sensibilidade em postá-lo. Teu blog está muito atraente.

Abraço,

(contadoradeestrelas.blogspot.com)